Educação Infantil PDF Imprimir E-mail
O contexto histórico para a atualidade que evidencia um trabalho compromissado do Colégio Império com o futuro da criança


Ainda no final do Século XIX transcendendo o inicio do Século XX, que aconteceram, na Europa e nos Estados Unidos da América, transformações eloqüentes na educação. As escolas *laicas são a grande responsável pela ruptura da igreja na educação, reafirmando a hegemonia da burguesia liberal consolidada no movimento conhecido com: "movimento das escolas novas", liderada por Jean Jacques Rousseau.

Nesse contexto outros autores podem-se destacar por ter influenciado muito nos pensamentos da atualidade: Ovide Decroly (1871 – 1932). Sua proposta pedagógica estava atrelada nas atividades individuais e de grupo da criança, sustentadas em princípios da psicologia. Pioneiro dos métodos ativos, nos quais a ação, em que a criança desenvolve o cognitivo através da experiência ( manipulando e/ou observando objetos de estudos), ou seja, o pensamento sobre o estudo do objeto não surge, necessariamente com Jean Piaget no Construtivismo, mas já se pensava anteriormente e que se fundamentou no princípio de que as crianças aprendem de modo global que muito nos dias atuais são mencionadas com o Interacionismo fundamentado por Vygotsky, mas que também já era “luzes” nesse período. Através desse processo a criança vai formulando o seu aprendizado de forma processual e evoluindo  no percurso educativo e no espaço de possibilidade da qual este lhe é possibilitado para conduzir o seu próprio aprendizado, aprender a aprender.

Verifica-se no contexto até então apresentado que a forma de conduzir a educação de hoje não é tão nova como se pensa e não esta tão longe da educação vivida pelos pais, mas sim se percebe o momento de transição e transformação da educação de crianças pequenas e que hoje estas crianças estão vivendo de forma mais sistematizada e já experimentada com sucesso. Sendo assim, nós, adultos de hoje é que fomos os primeiros a viver essas experiências, mas infelizmente ainda tão misturadas com a escola *Tradicional *Positivista ou até mesmo *Behaviorista. Sendo, assim, podemos afirmar que o ato educativo hoje, no Colégio Império é fundamentado numa teoria experimentada no decorrer de muitos anos e que revolucionou e revoluciona a educação mundialmente falando.

Outro autor de elevada importância nas transformações da educação (ainda em seu processo histórico e não atual) foi John Dewey (1859 – 1952) Importante educador que revolucionou a educação americana. Em seus fundamentos sobre a educação considerava que o método científico deveria subsidiar o trabalho em sala de aula (já se falava então em experimentação no ano de 1859), de tal maneira que o conhecimento fosse trabalhado de forma experimental e com manipulação para a formação da infância à vida social.

Para Dewey o caminho mais viável para do aprender é o fazer, assim o poder do conhecimento não estava mais centrado no professor, mas na busca pelo mesmo, não sendo mais do educador a responsabilidade integral pelo conhecimento a ser adquirido pelo aluno, mas a importância de “facilitar” este processo. Ao definir os objetivos, o professor poderá dimensionar um plano de ação e, conseqüentemente, os recursos disponíveis, condições, meios e obstáculos para sua exeqüibilidade. Porém, ele acreditava que as escolas que atuavam dentro de uma linha de obediência e submissão não eram efetivas quanto ao processo de ensino-aprendizagem.

Uma das teóricas feminina mais considerável neste período foi Maria Montessori (1870 – 1952). Considerada, uma das mais brilhantes representantes dessa mudança radical na Educação Infantil sobre a concepção de ensino e aprendizagem e que mobilizou as teorias mais recentes. Seu envolvimento com a educação da criança pequena data de 1907, quando fundou em Roma a primeira "Casa dei Bambini", para abrigar, aproximadamente, cinqüenta crianças normais carentes, filhas de desempregados.

Nessa casa-escola, Montessori realizou várias experiências que deram sustentação a seu método e que hoje se transformou em verdadeiro recursos de material concreto como  por exemplo o material dourado muito utilizado em escolas construtivistas-socio- interacvionista , fundamentando numa concepção biológica de crescimento e desenvolvimento. Por ser médica preocupou-se com o biológico, contudo, não deixou de lado, em seu método, o aspecto psicológico bem como o social.

Após este breve histórico chega-se ao período que foi experimentado e contextualizado por Jean Piaget (1896-1980) formou-se em Biologia no ano de 1915 pela Universidade de Neuchâtel, na Suíça e em 1918 mudou-se para Zurique para estudar Psicologia, e em 1919 foi convidado para trabalhar com testes de inteligência infantil, na França e em 1923 lança seu primeiro livro: “A Linguagem e o Pensamento da Criança”.  Na década de 30, Piaget escreve vários trabalhos sobre as primeiras fases do desenvolvimento da criança que veio serem inspiradores para outros teóricos que canalizaram seus estudos na teoria desenvolvida por Piaget para a escola que hoje mobiliza a educação não só Infantil, mas de forma geral e que no Colégio Império acontece como uma excelência no ato de aprender.

Criador da "a epistemologia genética" sempre preocupou-se em investigar como se dava a construção do conhecimento no campo social, afetivo, biofisiológico e cognitivo, mais especificamente, qual é a sua gênese, seus instrumentos de apropriação e, em como se constituem, sendo as crianças o seu objeto de investigação, para a construção de seu conhecimento científico.

Assim a aquisição deste conhecimento é mutável ao longo de todas as fases da vida humana tornando-se acumulativos e não mais transmitidos demoradamente e esquecidos com o tempo, pois para Piaget a aprendizado se dá da experimentação a acomodação do conhecimento. Constatou-se assim que foram necessários longos estudos e pesquisas nos mais diversos campos do saber. Somente um estudo exaustivo de suas obras nos permitiria dominar a gama de contribuições, por ele deixadas, para que compreendamos suas concepções a respeito da gênese e desenvolvimento do conhecimento infantil até formar o que hoje conhecemos como Construtivismo que hoje fundamenta aspectos importantíssimos no ato do aprender no Colégio Império que se faz necessário está sendo divulgado para o conhecimento e entendimento de toda sua comunidade escolar, a fim de assegurar a importância da teoria que fundamenta nossos trabalhos a reafirmar sua eficiência, eficácia e efetividade nos trabalhos realizados por este grupo escolar.

Para concluir sobre os pensadores que contextualizam os trabalhos deste ambiente escolar através de suas teorias não se pode esquecer Lev Semenovich Vygotsky (1896 – 1934) A preocupação com o desenvolvimento cultural da humanidade levou este teórico a envolver-se com a infância, através de alguns estudos que lhe permitissem compreender o comportamento humano, justificou que "a necessidade do estudo da criança reside no fato estar no centro da pré-história do desenvolvimento cultural devido ao surgimento do uso de instrumentos da fala". (REGO. 1996, p. 15)

Para seus estudos foram dedicados a "pedologia" – ciência da criança, voltada para o estudo do desenvolvimento do homem, relacionando os aspectos psicológicos, antropológicos e biológicos. Baseou-se sempre nas contribuições de Marx (capitalismo), buscando sempre compreender o homem em processos constantes de interação social. Vale ressaltar que o interesse por questões educacionais, diferentemente de Piaget, sempre esteve presente em sua obra, sendo considerado por muitos, como que responsável pela elaboração de uma teoria de educação, enquanto as atividades sócio-históricas determinam que o desenvolvimento humano se dê em relação nas trocas entre parceiros sociais, através de processos de interação e mediação, hoje também chamada de intervenção pedagógica para que o indivíduo alcance a meta do aprendizado por outros caminhos quando aquele traçado não foi eficaz. Fundador da ZDP ( Zona de Desenvolvimento Proximal) que traz uma estratégia em levar a criança ao aprendizado da zona real para uma zona potencial que se torna real para atingir uma nova zona potencial até chegar ao objetivo proposto.

Juntando a teoria de Piaget e a teoria de Vygotsky e salientando as transformações que ocorreram na educação a partir dos tempo histórico cegam,os a teoria do conhecimento que fundamenta toda educação pedagógica do Colégio Império desde a Educação Infantil muito conhecida por se chamar sócio-interaciosta-construtivista- teoria de conhecimento que está centrada no estudo do objeto com metodologias variadas para o alcance de todo o grupo escolar e que estão potencializadas com o uso de instrumentos materiais e tecnológicos com variados recursos que possibilitam ao aluno várias vivências e mobilização com o conhecimento na elaboração de hipóteses até a acomodação do conhecimento elaborado partindo do conteúdo conceitual chegando ao conteúdo procedimental e culminando no conteúdo atitudinal e que o aluno adquire para vida.

A Educação Infantil normativa é também uma preocupação do Colégio Império que baseado na LDB Lei de Diretrizes e Bases (9.394/96) tem suas classes divididas em: Grupo 2 ( maternalzinho, crianças com 1e 10 meses a 2 anos e meio); Grupo 3 (maternal, crianças com 2 anos e 8 meses a 3 anos e meio); Grupo 4 ( crianças de 3 anos e 8 meses a 4 anos e meio); Grupo 5 (crianças de 4 anos e 8 meses a 5 anos e meio) e o antigo Alfabetização que hoje esta integrado no Ensino Fundamental I ( crianças de 6 anos completos).

As leis, votadas sempre pelo Poder Legislativo (no caso das Diretrizes e Bases Educacionais, votadas no Congresso Nacional por se tratar de uma lei federal), são válidas para todo o país. Levou mito tempo para ser aprovada devido às adversidades e problemáticas da educação em todo o país que é uma pluralidade cultural e social, no que tange, também, a educação do seu povo, assim as leis estaduais e municipais deve estar atreladas a lei maior, a federal. Essa adaptação tem sido feita e é, por isso, que há tantas discussões e interrogações sobre a Educação Infantil.

Para que todos que lêem este artigo e tenha a certeza da fundamentação e legalidade normativa do trabalho realizado neste estabelecimento de ensino é importante saber que desde a Constituição de 1988 ficou legalmente definida que os pais, a sociedade e o poder público têm que respeitar e garantir os direitos das crianças definidos no artigo 227 que diz: È dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e os adolescentes, com absoluta prioridade, o direito à vida, a saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, `\a cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e a convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, descriminação, exploração, violência e opressão.

 

A LDB legitima que todo sistema escolar (portanto, também as instituições de Educação Infantil) deverá possuir o seu plano pedagógico, conhecido como PPP (Projeto Político Pedagógico) construído pela própria instituição com um valor de Proposta Pedagógica e atrelada à realidade da comunidade que atua da sua clientela infantil e de suas exaustivas possibilidades educacional. É importante no pensamento deste Estabelecimento de Ensino que este documento deva ser preparado com a participação dos educadores que possuem o curso superior com graduação, pós-graduação mestrado e/u doutorado e sempre que possível, com especialização em Educação Infantil para validar de forma científica e prática todo o trabalho contextualizado que servirá como meta à práxis Pedagógica.

 

Contato

Colégio Império   

Galeria de Fotos

Visite nossa galeria e descubra o quanto é divertido estudar. Clique aqui para acessar